domingo, 7 de maio de 2017

O bilhete (TEXTO SEM A VOGAL "A")



Incrível e surpreendente! Como pode vir desse modo sem nenhum temor?
Com esse jeito de quem quer impor:
 Foi ele, o curioso homem que deixou um bilhete,informou-me o vizinho: recebi, li e reli. 
O conteúdo perturbou meu silêncio, foi como um longo beijo sobre meus olhos, dizer sentido e contido me surpreendeu.

É certo que entre nós num outro tempo, surgiu o desejo de nos querermos e tudo foi como um vento que sussurrou bobos pensamentos e de um jeito sutil sumiu, levou meus ilusórios sentires.

Nem pensei que esse vento viesse de novo, com o mesmo desejo e sem consentimento meu, empreender novo querer, mexer com meus brios feridos por outro insensível ser. No bilhete, diz: Quero-te com fervor, te espero. Finde meu sofrimento, preciso de você junto comigo, estou por um fio e te quero consorte.
dinapoetisadapaz

3 comentários:

  1. Lindo bilhete esse e novamente parabéns pelas inspirações e criatividade! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Que bilhete mais romântico!!!! Felicito-te pela criatividade e a maestria de sempre está nos brindando com textos sem a vogal "a", fico encantada, abraços carinhosos!

    ResponderExcluir
  3. Que texto lindo!! Cheio de criatividade e sentimento (também gostei muito da ideia de um texto sem a letra A, que é uma letra que usamos sempre hehehe). Desejo muito sucesso!!
    Tenha uma excelente semana!!

    ResponderExcluir

Bom dia, boa tarde, boa noite!!

Nem sempre um poema, prosa ou qualquer escrito agrada ao leitor, mas; se acaso minha singeleza tocar seu coração, deixe suas impressões, meu bloguinho agradece..
Sua visita será bem vinda e a minha gratidão será explícita.
Lendo, comente e deixe sua marquinha para que eu possa também visitar o seu espaço.
Deixe seus rastros de Luz e seja muito bem vinda (o)

Beijos de luz.
Diná