quarta-feira, 14 de junho de 2017

Esperei (Soneto Livre)


Esperei, bem sabias o quanto eu te queria,
De certo, não pensou que se me faltasse
Com a tua presença, o coração não hesitaria
E suportar a delonga, seria apenas remate.

Desculpar-se do descaso, já não adiantaria
Doravante, desejo que na dor te regales...!
Se teu amor é lunar, o meu não tem fases.
Fui! Rasguei a página da nossa história...!

Virei o jogo, dei folga ao meu coração,
Migalhas de amor não inflam meu peito,
Viver de pró- forma, é espantoso feito.

Não te iludas, toda aquela grande paixão
Desmoronou, debilitada, perdeu o efeito,
Para amor fragmentado não há solução.

dinapoetisadapaz

18 comentários:

  1. Muito difícil cuidar de um coração despedaçado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Difícil e às vezes quase impossível, mas com força de vontade a coisa anda.

      Excluir
  2. Coração despedaçado é tristeza sem fim, é como cair num abismo sem perspectiva de sair, mas nada como outro amor para reconstruir o que foi feito em pedaços. Amei essa poesia, beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É triste sim amiga, mas o coração é bandoleiro, qdo menos espera-se lá está ele novamente voando como borboleta... kkkk
      bjss!

      Excluir
  3. Diná, querida
    Agora sim! O link está correcto. Relativamente a este, já vi onde está o problema. Você escreveu, no comentário anterior:
    http://simplicidade(e)mpoesia.blogspot.com.br
    Tem um "e" a mais, entre simplicidade e poesia.
    Já anotei o correcto e irei verificar os outros.

    Um amor fragmentado proporcionou um belo soneto.
    A verdade é que, se um amor não é correspondido, o melhor é "virar o jogo" e seguir em frente.
    Fez muito bem :)

    Continuação de boa semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  4. Lindo soneto de um amor sentindo o coração tão frágil,por um amor que não valeu à pena.
    Adorei ler Diná.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Carmem, é a vida que nos surpreende com esses momento que não desejamos.

      Grata pela visita.
      Bs!

      Excluir
  5. Adorei aqui "Se teu amor é lunar, o meu não tem fases" belo Diná!
    Amiga, uma boa noite querida, muitos beijinhos e abraço afetuoso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelas elogiosas palavras, seu comentário enfeitou minha página querida.

      Bjss!

      Excluir
  6. Migalhas não são realmente a solução. No amor temos de dar e receber por inteiro.
    Maravilhoso soneto
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Maria Rodrigues, amor unilateral não vale à pena.

      Grata pela leitura e comentário.
      Bjs!

      Excluir
  7. Boa noite querida amiga!
    Hoje vim agradecer sua visita no dia do meu aniversário com felicitações e palavras que me emocionaram. Obrigada de todo coração e que Jesus, também lhe conceda muita felicidade por muitos e muitos anos.
    Antes de conhecer a blogsfera, imaginava um mundo virtual frio. Ao longo desses anos que tenho meus blog tenho percebido que tem amigos e amigas, seres humanos atenciosos, educados, sábios sensíveis e amigos. Você é uma dessas pessoas incríveis. Obrigada! Abraços da amiga Lourdes Duarte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh amiga Lourdes, conseguiste me emocionar com suas carinhosas palavras, só posso dizer: RECÍPROCAS AMIGA.
      Bjs de luz em seu áureo coração.

      Excluir
  8. Oi Diná,
    Que beleza de soneto...
    Gostei muito!
    Ninguém merece migalhas,
    amor fragmentado, não é amor...
    Sensacional!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Clau, gosto de tudo inteiro, nada pela metade me agrada. Migalhas é para os desprovidos de amor próprio.
      Grata pelas palavras,

      Bjs!

      Excluir
  9. Migalhas de amor... não são dose que se sirva... nem sequer há amores pela metade... ou se ama por inteiro... ou não...
    Um belíssimo poema, que aborda muitíssimo bem o tema...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderExcluir

Bom dia, boa tarde, boa noite!!

Nem sempre um poema, prosa ou qualquer escrito agrada ao leitor, mas; se acaso minha singeleza tocar seu coração, deixe suas impressões, meu bloguinho agradece..
Sua visita será bem vinda e a minha gratidão será explícita.
Lendo, comente e deixe sua marquinha para que eu possa também visitar o seu espaço.
Deixe seus rastros de Luz e seja muito bem vinda (o)

Beijos de luz.
Diná