terça-feira, 6 de junho de 2017

Jeito de compor (sem a vogal ( "A")



Meu jeito de compor,
Tem um que eclético
Tem um pouco de humor
Os meus versos sintéticos.

No peito, eu escondo
Esses versos sem preço,
E se me vem o imbondo
Nem ponho o endereço.

Leio, releio e espero
Que o leitor sincero,
Condene ou recomende.
Versos que escrevo, tende

e pretende crescer .
Porém se decrescer
Com ele serei severo,
Ou muito triste irei fenecer.

Leitores, meus leitores
Vocês meus redentores
O texto que vos deixo
No cerebelo fez remeleixo.
dinapoetisadapaz

14 comentários:

  1. Mais um poema sem a vogal "a", muito bem construído, com sonoridade e muito talento. Abraços carinhosos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh amiga generosa, fico feliz que goste dos meus rabiscos.
      Bjs!

      Excluir
  2. Parabéns Diná,por ter esse jeito maravilhoso de poetar sem a vogal "a".
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grata pelas palavras de incentivo querida Carmem.
      Bjs!

      Excluir
  3. Obrigadão pelo selinho. Não tinha visto mesmo! Levei pra lateral do chicabrincadepoesia. bjs, chica

    ResponderExcluir
  4. Mais um poema sem a letra A, uma ideia original e criativa. Eu admiro muito pois eu teria uma grande dificuldade para compor hehehe
    Um beijo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Vanessa, escrever sem a vogal "A", é questão de concentração, não é tão difícil assim. O que acho difícil é escrever soneto, pq metrificar pra mim é igual a castração da isnpiração. rsrs.
      Bjs!

      Excluir
  5. Boa tarde Diná,
    Grata por sua visita!
    Seu blog é muito bonito e contém
    belas postagens.
    Amei! Uma poesia instigante, inteligente
    e muito criativa! Parabéns ;)
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ol[a Clau, agradecida pela visita e pelas elogiosas palavras alusivas ao meu humilde blog.
      Bjs!

      Excluir
  6. Uma arte minha amiga.
    Voce é expert nestes belos exercícios.
    Aplausos meus.

    ResponderExcluir
  7. Mais um trabalho incrível... que me deixa o queixo caído de admiração!... Pelo conteúdo... imenso... e pela falta da vogal, uma vez mais...
    Adorei! Beijinhos
    Ana

    ResponderExcluir

Bom dia, boa tarde, boa noite!!

Nem sempre um poema, prosa ou qualquer escrito agrada ao leitor, mas; se acaso minha singeleza tocar seu coração, deixe suas impressões, meu bloguinho agradece..
Sua visita será bem vinda e a minha gratidão será explícita.
Lendo, comente e deixe sua marquinha para que eu possa também visitar o seu espaço.
Deixe seus rastros de Luz e seja muito bem vinda (o)

Beijos de luz.
Diná