quarta-feira, 7 de junho de 2017

Lembranças, ninho de saudade




Saudade,
há dias em que aguça a lembrança
dos bons momentos vividos e
não me deixa triste...
Noutros, chega tão dissimulada
que sem nenhum disfarce
adentra no peito, vira e revira
o coração,
aí sim, fico tristonha, nada
que não seja superável!
E o meu bobo coração
aliado a essa fiel
companheira, abriga
carinhosamente esse arquivo
chamado saudade.
Se há saudade, houve alegrias
... por ter amado,
por ter sido feliz mesmo
com restrições...
e ter uma história pra contar.
O passado é o livro da vida,
guarda  memórias que nos
permite a chance de reavaliar-se.

Contudo, a saudade
tem lá o seu valor,
lembranças são ninhos de saudade!
Quem nunca sentiu saudades?

dinapoetisadapaz